sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Não há Lugar Para Jesus - Uma Reflexão de Natal

No primeiro Natal, no dia em que Jesus nasceu, uma frase nos chama muito a atenção quando José, Maria e o menino que estava para nascer, chegaram em Belém; 
“não havia lugar para eles na hospedaria. (ou estalagem )- v7” 

Sim, no primeiro Natal não havia lugar para o aniversariante, não havia lugar para Jesus. E hoje, mais de dois mil anos depois, continua não havendo lugar para Jesus no Natal; Festas, presentes, comidas, bebidas, papai-noel, árvores, luzes, compras, etc. Tantas e tantas coisas, mas pouco, ou quase nada, do aniversariante, exceto em poucas citações religiosas ou por um presépio em algum cantinho. 

O mesmo que aconteceu no primeiro Natal continua acontecendo hoje: Não há lugar para Jesus! 


No contexto de Lucas capítulo 2 vemos que, devido ao censo ordenado por César Augusto, na época em que do governador Cirino, José e Maria tiveram que sair de Nazaré onde moravam e viajar até Belém, cidade onde nasceram, para se  alistarem. Deus, em sua soberania, usou tal situação para que a profecia de Miquéias 5.2 se cumprisse com exatidão. Então após uma longa e cansativa viagem de, aproximadamente, 110km, o casal chegou a cidade e Maria viu que seu filho ia nascer, contudo, não acharam lugar na hospedaria/estalagem (a pousada ou hotél da época) que estava lotada, provavelmente devido ao grande número de pessoas que também tinham vindo se alistar e encheram a pequena e despreparada cidade. 

Não havia lugar para eles na hospedaria... 

A Falta de Lugar 
O fato é, não havia lugar para a família de Jesus e, por Maria ter colocado o menino Jesus numa manjedoura (local de alimentação para animais, onde se colocava o feno ou a forragem), temos a ideia de que ele nasceu num estábulo. Mas isso não é dito em nenhum lugar da Bíblia. A tradição antiga diz que Jesus nasceu numa gruta, que provavelmente, era usada para abrigar os animais. E, uma gruta ou um estábulo, acabam sendo as maiores probabilidades do local de nascimento do Salvador. 

O Rei dos reis e Senhor dos senhores nasceu num local para animais. 

A Falta de Hospitalidade

Apesar da cidade de Belém estar lotada, não haver lugar para a família sagrada ainda é um fato bem estranho. Vejamos: De modo geral, a hospitalidade é uma característica do povo do interior e das cidades pequenas (temos vivido isto em nosso ministério no interior de Minas Gerais), além disso, era uma virtude muito valorizada no antigo oriente, algo quase que sagrado. E tem um fator que torna ainda mais triste a situação: é que uma mulher estava para dar a luz, não tinha hospital, hotel ou pousada, mas poderia haver uma casa, um quarto, um espaço em algum lugar para eles. Como dizem por ai: "Sempre cabe mais um!". Mas ali não coube, não houve lugar, apenas um estábulo. 

A Face da Rejeição
Talvez alguém sugeriu ou ofereceu o estábulo/gruta, mas a realidade é que, desde o nascimento, a vida de Jesus foi marcada pela rejeição, pelo desprezo e pelo descaso. Até hoje, o que predomina é que “Não há lugar para Jesus”, seja nos lares, nas casas, nos corações e na vida das pessoas. Quando há, no máximo é uma gruta, um estábulo e uma manjedoura, ou seja, um canto sujo, esquecido, abandonado, um local desprezado, inútil, ou próprio para animais. Há lugar para Jesus em sua vida? 

Não há lugar para Jesus ainda hoje 

A Rejeição ao próprio Deus
Jesus foi colocado num lugar para animais pois não havia lugar para sua família na hospedaria, e nem nas casas, e isso, quando o próprio Deus veio ao mundo, quando o Salvador prometido nasceu, quando as profecias se cumpriam para o nosso bem. 

A insensibilidade no coração do homem é grande demais, sua incredulidade, indiferença e apego ao mundo e ao pecado dominam suas vidas e seus lares. Não há lugar para Jesus, não há lugar para o amor. As pessoas não querem Jesus e, mesmo quando a festa era para ser Dele e para Ele, como o Natal, dão um jeito de deixá-lo completamente de fora. 

Hoje, a situação se torna ainda pior, muito pior, pois sabemos o que aconteceu com Jesus em seu nascimento, sabemos quem Ele é: 
o próprio Deus que se fez carne – Jo 1.14 
o Salvador – Mt 1.21 
o único caminho para Deus e para o céu – Jo 14.6

E, mesmo assim, muitos continuam fechando suas vidas ao Senhor ou, no máximo, dando a Ele, um canto esquecido em suas vidas, e isso é triste, muito triste. Ainda não há lugar para Cristo.

 Os Corações fechados
Pessoas têm espaço para tudo: à si mesmos em primeiro lugar, aos amigos, aos familiares, aos prazeres deste mundo, ao lazer, as diversões, ao dinheiro, ao trabalho, aos estudos, à religião, ao pecado, enfim, à tudo, menos ao Salvador. E, quando tem lugar, é como ao estábulo, um canto esquecido, sujo, abandonado, um lugar para animais (hoje em dia até os animais, muitas vezes, tem mais espaço e mais amor do que Jesus). 

Você tem lugar para Jesus em sua vida? Em seu coração? Em seu lar? 

O Convite de Jesus

Em Apocalipse 3.20 Jesus diz: "Eis que estou à porta e bato, se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e cearei com ele, e ele comigo."
Mesmo sendo um versículo para as igrejas que deixam Jesus de fora (sim, isso é possível, e muito comum, mais comum do que podemos imaginar...), podemos aplicá-lo para a situação eu temos falado: Jesus quer entrar em nossas vidas e em nossos lares, Ele bate e nos chama. Deixaremos que entre?

Neste Natal, dê lugar à Jesus, abra seu coração para Ele, receba-o em sua vida, creia Nele como seu Senhor e Salvador e seja salvo.

Não faça como o povo de Belém, de Israel ou do Brasil e do mundo, dê lugar a Jesus, abra sua casa para Jesus, abra sua vida para Jesus. Tire outras coisas, tire outras pessoas, mas tenha lugar para Jesus. Neste Natal e em toda a sua vida!

Que haja lugar para Jesus, o primeiro lugar!

Feliz Natal a todos!
Pr. Luiz Miguel
______________________________________________________
Fontes consultadas: 
Bíblia de Estudo MacArthur
Bíblia Anotada Expandida - Charles Ryrie
Bíblia de Estudo Palavras Chaves Hebraico-Grego
      

2 comentários:

Odalina disse...

Muito verdadeira sua palavras
Gostei!

Resenhas Cristãs disse...

Uma ótima reflexao !!